STORIES for CHILDREN by Sister Farida

(www.wol-children.net)

Search in "Portuguese":

Home -- Portuguese -- Perform a PLAY -- 074 (Beating the innocent 2)

Previous Piece -- Next Piece

HISTORINHAS – apresente elas às crianças!
Teatrinhos para as crianças

74. A agressão a um inocente 2


O novo professor era muito diferente. Até mesmo o Dinho, um velho engraçadinho, estava sem palavras por causa dos métodos que o professor usou. O professor orou e, então, veio o segundo choque.

Professor: “Se nós queremos nos dar bem, então precisamos de novas regras. Eu quero que vocês deem ideias.”

Isso tirou o fôlego de Dinho. Nada semelhante já havia acontecido.

Menina estudante: “Não colar dos outros.”

Professor: “Muito bom. Mas regras somente fazem sentido quando há uma punição por descumpri-las.”

Dinho: “Três reguadas em quem colar.”

Ui! Naquela época, os alunos eram punidos com reguadas.

O professor escreveu essas e outras regras no quadro negro. Por algumas semanas, tudo ia bem. Em uma manhã, o professor entrou na sala e estava muito triste.

Professor: “Não abram seus livros. Eu tenho más notícias. Alguém quebrou as regras da escola e roubou o sanduíche do Dinho. Quem fez isso vai confessar?”

Todos seguraram o fôlego. O pequeno Caio, que sentava na primeira fila, gaguejou:

Caio: “Fu-fu-fu ... fui eu. Eu estava com fome e o peguei. Me desculpe.”

Os pais de Caio eram muito pobres e às vezes não tinham nenhuma comida. Ninguém queria que ele fosse punido. Mas o professor tinha de ser consistente.

Professor: “Vocês foram quem determinou as regras: o culpado precisa ser punido, caso contrário, mais ninguém obedecerá. Caio, venha à frente. Dez reguadas é a punição por roubo.”

O professor pegou a régua.

Dinho: “Espera, era meu sanduíche. Eu o perdoo.”

Professor: “Dinho, quanta bondade a sua; mas precisa haver uma punição.”

Dinho: “Então bata em mim, mas não machuque o Caio.”

Professor: “Tudo bem, pode ser. As regras dizem que são dez reguadas, mas não dizem quem deve recebê-las.”

Então a classe viu como uma pessoa inocente recebeu o castigo que outra o ladrão deveria ter recebido.

Esse foi o começo da amizade entre Dinho e Caio.

Todos ouviram com atenção quando o professor contou sobre Jesus, que recebeu a punição que todas as pessoas de nosso mundo deveriam ter recebido.

Professor: “Que isso nos faça lembrar que Jesus é inocente e que ele foi punido em nosso lugar. Todos nós quebramos as regras de Deus. Por isso, Jesus, voluntariamente, se deixou ser punido. Ele recebeu a punição de morte quando morreu na cruz. Quem acredita nele é libertado e tem a vida eterna. A Páscoa é a garantia que Jesus ressuscitou dentre os mortos e vive.”


Pessoas: “Narrador, professor, menina estudante, Dinho, Caio.

© Copyright: CEF Alemanha

www.WoL-Children.net

Page last modified on January 09, 2018, at 12:43 PM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)