STORIES for CHILDREN by Sister Farida

(www.wol-children.net)

Search in "Portuguese":

Home -- Portuguese -- Perform a PLAY -- 040 (The small sailboat)

This page in: -- Arabic? -- Aymara -- Azeri -- Bengali? -- Bulgarian -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- German -- Guarani -- Hebrew? -- Hindi -- Indonesian -- Italian -- Korean -- Kyrgyz -- Malayalam? -- PORTUGUESE -- Quechua? -- Romanian? -- Russian -- Serbian? -- Spanish-AM -- Spanish-ES -- Tamil -- Turkish -- Urdu? -- Uzbek

Previous Piece -- Next Piece

HISTORINHAS – apresente elas às crianças!
Teatrinhos para as crianças

40. O barquinho


Finalmente era hora de sair de férias com a família! Jefinho estava esperando por isso havia muito tempo. Ele queria poder dormir e ter bastante tempo para fazer as coisas que gosta.

Cheio de energia, ele trabalhou por vários dias construindo um barquinho. Seu pai até o deixou entrar em sua oficina. A última coisa a fazer era pintar o barquinho de vermelho e de azul, e nos três mastros ele pendurou uma vela branca. Orgulhoso do que havia feito, ele foi com seu barquinho até as margens e o deixou deslizar sobre a água. Ele somente não percebeu que um grupo de meninos o estava observando e chegando mais perto.

Menino: “Você fez isso sozinho? Nós vamos pegar ele para nós para brincar com ele.”

Antes que Jefinho pudesse dizer uma palavra, ele foi empurrado e caiu no chão. Quando ele se levantou, os meninos já haviam sumido, levando junto o barquinho.

Quase chorando, ele andou de volta para casa.

Pai: “Eu vou te comprar um novo barquinho.”

Jefinho: “Mas pai, eu queria mesmo era aquele que eu mesmo fiz.”

As semanas se passaram. Um dia, Jefinho viu um barquinho na vitrine de uma loja.

Jefinho: “Pai, é o meu barquinho!”

Pai: “Você tem certeza?”

Jefinho: “Sim, tenho certeza. Tá vendo a marquinha que eu fiz na proa?”

Jefinho correu para dentro da loja para falar com a vendedora:

Jefinho: “Esse barquinho não é de vocês. Ele é meu.”

O pai de Jefinho explicou tudo à mulher. Quando terminou, ela disse:

Vendedora: “Eu comprei esse barquinho de um grupo de meninos. Vou fazer um acordo: vou vender o barquinho a vocês pelo mesmo preço que eu comprei.”

Jefinho concordou e pagou pelo barquinho que ele mesmo havia feito.

No caminho para casa, ele disse:

Jefinho: “Barquinho, agora você é meu duas vezes. Primeiro eu te fiz, agora eu te comprei.”

Pai: “Você também pertence a Deus duas vezes?”

Jefinho: “Por que duas vezes, pai?”

Pai: “Bem, Deus fez o homem, mas o homem se afastou de Deus por causa do pecado. Quando Jesus morreu na cruz, Ele pagou com Sua vida para que nós pudéssemos pertencer novamente a Deus.”

Jefinho: “E como eu posso pertencer a Deus duas vezes agora?”

Pai: “Peça que Jesus perdoe todos os seus pecados e peça a Ele que Ele entre em sua vida; assim você será um filho de Deus. Como Filho de Deus, você pertencerá a Ele duas vezes.”


Pessoas: Narrador, menino, Jefinho, pai, vendedora.

© Copyright: CEF Alemanha

www.WoL-Children.net

Page last modified on January 09, 2018, at 12:34 PM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)