STORIES for CHILDREN by Sister Farida

(www.wol-children.net)

Search in "Portuguese":

Home -- Portuguese -- Perform a PLAY -- 120 (The newcomer 4)

This page in: -- Arabic? -- Aymara -- Azeri -- Bengali? -- Bulgarian -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- German -- Guarani -- Hebrew? -- Hindi -- Indonesian -- Italian -- Korean -- Kyrgyz -- Malayalam? -- PORTUGUESE -- Quechua? -- Romanian? -- Russian -- Serbian? -- Spanish-AM -- Spanish-ES -- Tamil -- Turkish -- Urdu? -- Uzbek

Previous Piece -- Next Piece

HISTORINHAS – apresente elas às crianças!
Teatrinhos para as crianças

120. O recém-chegado 4


Lucas estava em choque. A melhor coisa que ele já havia esculpido estava quebrada, no chão. Agora ele não iria mais vencer a competição. Lucas, o detestado, queria provar aos outros que ele era bom em alguma coisa, mas seu trabalho estava destruído.

Lucas suspeitou de Anete, mas não podia provar nada.

Agora ele subiu mais vezes a montanha, em sua casa na Suíça. Às vezes ele se sentava sozinho e esculpia alguma coisa com a madeira que encontrava por lá.

Homem: “Você é um bom escultor, garoto.”

Surpreso, Lucas olhou em volta. Deveria ser o velho que morava sozinho, em sua cabana. Na cidade, todos fofocavam sobre ele, mas o olhar amigo do homem fez com que Lucas confiasse nele.

Homem: “Venha comigo que eu vou te mostrar minhas esculturas.” (som de uma porta abrindo)

Lucas: “Que demais! Você fez tudo isso?”

Homem: “Algum dia você vai fazer coisas tão bem-feitas quanto essas. Talvez para algum amigo.”

Lucas: “Eu não tenho amigos.”

Homem: “Você é muito interessante. Quer me contar qual é o problema?”

Lucas: “Dani ficou aleijado. Todo mundo pensa que eu o empurrei no penhasco. Todos me odeiam. Anete é quem mais me odeia e eu também odeio ela.”

Homem: “Todos nós fazemos coisas erradas em nossa vida, eu também. Eu tive uma grande dívida por causa das bebidas e dos jogos. Acabei sendo preso tentando roubar um banco. Eu estava desesperado.”

Lucas: “E também estava se sentindo sozinho?”

Homem: “Eu ainda sou sozinho, mas quando fui para a cadeia, eu comecei uma nova vida com Jesus.”

Lucas: “Você não tem parentes?”

Homem: “Minha esposa não está mais entre nós. Meus dois filhos pensam que eu também estou morto. Um deles é um empresário e o outro um famoso cirurgião. Ele ajuda muitas pessoas a andarem de novo. Hoje mesmo ele está em um hotel, na cidade.”

Os pensamentos de Lucas iam a mil por hora em sua cabeça. Você consegue adivinhar em que ele estava pensando? O velho homem pôs suas mãos sobre os ombros do menino.

Homem: “Lucas, você me confiou o seu problema. Por que você não fala também com o Senhor Jesus sobre sua raiva e pede que Ele resolva tudo?”

Lucas não teve vergonha quando as lágrimas escorreram por seu rosto. Ele pediu perdão ao Senhor Jesus. Seu coração estava limpo de todo pecado.

É tudo muito fácil, não apenas para Lucas, mas também para você. E a Anete? Você saberá mais na próxima história.


Pessoas: Narrador, Lucas, homem.

© Copyright: CEF Alemanha

www.WoL-Children.net

Page last modified on January 09, 2018, at 02:53 PM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)