STORIES for CHILDREN by Sister Farida

(www.wol-children.net)

Search in "Portuguese":

Home -- Portuguese -- Perform a PLAY -- 163 (Secret in the Wilden woods 1)

This page in: -- Arabic? -- Aymara -- Azeri -- Bengali -- Bulgarian -- Cebuano -- Chinese -- English -- Farsi? -- French -- German -- Guarani -- Hebrew? -- Hindi -- Indonesian -- Italian -- Korean -- Kyrgyz -- Malayalam? -- PORTUGUESE -- Quechua? -- Romanian -- Russian -- Serbian? -- Spanish-AM -- Spanish-ES -- Tamil -- Turkish -- Urdu? -- Uzbek

Previous Piece -- Next Piece

HISTORINHAS – apresente elas às crianças!
Teatrinhos para as crianças

163. Um segredo no bosque Wilden 1


Rute estava brava com a tia Margarete. Como ela se comportou mal, seu castigo foi ir para a cama sem jantar.

Felipe entrou devagar em seu quarto.

Felipe: “Rute, isso aqui é para você. Eu escondi em meu bolso.”

Rute estava com muita fome e deu uma mordida no sanduíche.

Rute (com a boca cheia): “Felipe, eu quero ser boa. Por que não consigo?”

Felipe: “Eu não sei. Você precisa tentar não se zangar para não dizer mais coisas feias. Temos sorte de a tia Margarete nos deixar morar aqui, já que nossos pais se tornaram missionários na Índia.”

Rute respirou e meteu logo metade do sanduíche em sua boca.

De repente, eles ouviram os passos da tia Margarete.

Felipe correu para seu quarto e se deitou na cama, ainda com suas roupas de sair.

Tia Margarete: “Boa noite, Felipe. Boa noite, Rute.”

Felipe: “Boa noite, tia Margarete.”

Rute fingiu que estava dormindo.

Na manhã seguinte, Felipe fez planos para suas férias.

Felipe: “Nós vamos descobrir coisas no bosque Wilden. Talvez algum passarinho sairá do ovo. Nós vamos construir uma cabana, um autêntico centro de pesquisas.”

Rute estava empolgada.

Ambas as crianças correram pela trilha que levava ao bosque. Rute parou e observou o rebanho de ovelhas do Sr. Tanner. Um pequeno cordeirinho chegou perto dela e lambeu sua mão. Ele não tinha os pais e, às vezes, fugia.

Felipe: “Venha, Rute, não temos muito tempo.”

Eles encontraram o melhor lugar para montar a cabana. Rute encontrou alguns galhos e Felipe construiu uma tenda com eles. Tdos os dias eles iam ao seu lugar secreto.

Um dia, Rute teve de ficar me casa para lavar a roupa. Ela não gostava nada disso. Com raiva, ela deixou todas as roupas caírem na lama.

Tia Margarete: “Você não pode tomar mais cuidado? Peça desculpas pelo que você fez.”

Rute: “Mas eu não me arrependo! Você é muito má, tia Margarete.”

Tia Margarete: “Rute, eu já pensei muito sobre isso. Eu vou te mandar para uma escola de internato.”

Rute: “Então eu vou fugir.” (som da porta batendo)

Na próxima história você vai saber o que aconteceu nessa fuga.


Pessoas: Narrador, Felipe, Rute, Tia Margarete.

© Copyright: CEF Alemanha

www.WoL-Children.net

Page last modified on January 09, 2018, at 03:03 PM | powered by PmWiki (pmwiki-2.2.109)